14 de maio de 2010

A Mulher


Que mulher nunca apertou

O pé no sapato para caber,

A barriga para emagrecer

Ou um ursinho para não enlouquecer?

***

Que mulher nunca pensou

Dar fim numa panela,

Jogar os filhos pela janela

Ou pensar que a culpa é toda dela?

***


João Veiga (5.º G)

2 comentários:

Ana disse...

Olá João
Bonita homenagem às mulheres!

Natália Augusto disse...

Pois é João, às vezes as mulheres perdem a paciência.

Gostei muito do teu poema!